- Publicidade -
Home Notícias e Tendências Cardiologia A cirurgia de revascularização miocárdica permanece superior à intervenção coronária percutânea em...

A cirurgia de revascularização miocárdica permanece superior à intervenção coronária percutânea em longo prazo em pacientes com diabetes e doença multiarterial

Dados de pacientes de mundo real com diabetes e doença arterial coronariana multiarterial tratados com cirurgia de revascularização miocárdica se associa com menor mortalidade e menor incidência de eventos cardiovasculares em longo prazo do que a intervenção coronoariana percutânea.

- Publicidade -

Estudo realizado no Canadá com dados de pacientes do “mundo real” em pacientes com diabetes mellitus (DM) e doença multiarterial coronariana (2 ou 3 vasos) tratados com cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) ou intervenção coronariana percutânea (ICP) entre 2008 e 2017.

O desfecho primário foi a mortalidade por todas as causas e o desfecho composto (eventos cardiovasculares maiores) de infarto do miocárdio, necessidade de nova revascularização, acidente vascular cerebral ou óbito.

Foram incluídos 14.235 pacientes, sendo 4.519 tratados por ICP e 9.716 tratados com CRM. Os pacientes foram combinados por escore de propensão 1:1, baseada em 23 covariáveis da avaliação basal. Antes da realização da combinação, os pacientes submetidos à CRM eram mais jovens (65,7 vs. 68,3 anos), maior proporção do sexo masculino (78% vs. 73%) e com doença arterial coronariana mais grave.

Após a combinação, foram avaliados 4.301 pacientes em cada grupo. O tempo de seguimento mediano foi de 5,5 anos, com um máximo de seguimento de 11,5 anos.

A mortalidade por todas as causas foi superior no grupo ICP, em comparação ao grupo CRM (hazard ratio [HR]: 1,39; intervalo de confiança [IC] 95%: 1,28 – 1,51). Em 8 anos, ocorreram 27% de óbitos no grupo ICP e 19% no grupo CRM.

Os eventos cardiovasculares maiores também foram mais frequentes no grupo ICP do que no grupo CRM (HR: 1,99; IC 95%: 1,86 – 2,12). Na análise individual dos desfechos que compuseram os eventos cardiovasculares, houve superioridade da CRM em relação a todos os itens, com exceção do acidente vascular cerebral, que teve incidência semelhante nos dois grupos.

Não houve diferenças na mortalidade precoce (em 30 dias) entre os grupos (2,4% com ICP e 2,3% com CRM; p = 0,721).

Desta forma, os autores concluíram que, em pacientes com diabetes e doença arterial coronariana multiarterial, a CRM se associa com menor mortalidade e menor incidência de eventos cardiovasculares em longo prazo do que a ICP.

Saiba mais:

Derrick Y. Tam, Christoffer Dharma, Rodolfo Rocha, Michael E. Farkouh, Husam Abdel-Qadir, Louise Y. Sun, Harindra C. Wijeysundera, Peter C. Austin, Jacob A. Udell, Mario Gaudino, Stephen E. Fremes and Douglas S. Lee. Long-Term Survival After Surgical or Percutaneous Revascularization in Patients With Diabetes and Multivessel Coronary Disease. Journal of the American College of Cardiology 2020;76(10):1153-64.

https://www.onlinejacc.org/content/76/10/1153#:~:text=COMPETENCY%20IN%20PATIENT%20CARE%20AND,of%205%20to%2010%20years.

Juhani Knuuti, William Wijns, Antti Saraste, Davide Capodanno, Emanuele Barbato, Christian Funck-Brentano, Eva Prescott, Robert F Storey, Christi Deaton, Thomas Cuisset, Stefan Agewall, Kenneth Dickstein, Thor Edvardsen, Javier Escaned, Bernard J Gersh, Pavel Svitil, Martine Gilard, David Hasdai, Robert Hatala, Felix Mahfoud, Josep Masip, Claudio Muneretto, Marco Valgimigli, Stephan Achenbach, Jeroen J Bax, ESC Scientific Document Group, 2019 ESC Guidelines for the diagnosis and management of chronic coronary syndromes: The Task Force for the diagnosis and management of chronic coronary syndromes of the European Society of Cardiology (ESC), European Heart Journal, Volume 41, Issue 3, 14 January 2020, Pages 407–477.

- Publicidade -
- Publicidade -

Fique Conectado!

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Mais Lidas

Radioterapia moderadamente hipofracionada no câncer de mama inicial ou in situ é recomendada como novo padrão de terapia

O interesse na radioterapia hipofracionada tem se renovado com o passar dos anos O estudo DBCG HYPO (NCT00909818) foi projetado para avaliar e testar estatisticamente...
- Publicidade -

Pela primeira vez, a U.S. Preventive Services Task Force orienta o rastreamento para câncer colorretal aos 45 anos

O câncer colorretal é a terceira causa de morte por câncer nos Estados Unidos. Apesar das fortes evidências de que o rastreamento do câncer...

Incidência de câncer de próstata localizado nos Estados Unidos diminui, porém a de estágio avançado recrudesce, segundo relatório

Dados de incidência e sobrevida de câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo Morbidity and Mortality Weekly Report, do Centers for...

Biópsia líquida pode predizer desfechos com imunoterapia em 1ª linha, mas não em 2ª, no tratamento do melanoma metastático

Biópsia líquida e o ctDNA estão cada vez mais incorporados à clínica, auxiliado a entender diversos aspectos dos tratamentos contra diversas malignidades Embora contabilize apenas...

Notícias Relacionadas

Radioterapia moderadamente hipofracionada no câncer de mama inicial ou in situ é recomendada como novo padrão de terapia

O interesse na radioterapia hipofracionada tem se renovado com o passar dos anos O estudo DBCG HYPO (NCT00909818) foi projetado para avaliar e testar estatisticamente...

Pela primeira vez, a U.S. Preventive Services Task Force orienta o rastreamento para câncer colorretal aos 45 anos

O câncer colorretal é a terceira causa de morte por câncer nos Estados Unidos. Apesar das fortes evidências de que o rastreamento do câncer...

Incidência de câncer de próstata localizado nos Estados Unidos diminui, porém a de estágio avançado recrudesce, segundo relatório

Dados de incidência e sobrevida de câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo Morbidity and Mortality Weekly Report, do Centers for...

Biópsia líquida pode predizer desfechos com imunoterapia em 1ª linha, mas não em 2ª, no tratamento do melanoma metastático

Biópsia líquida e o ctDNA estão cada vez mais incorporados à clínica, auxiliado a entender diversos aspectos dos tratamentos contra diversas malignidades Embora contabilize apenas...

Adição de irinotecano neoadjuvante aumenta a taxa de resposta patológica em adenocarcinoma de reto localmente avançado

Vários estudos de escalonamento de dose descobriram que a máxima dose tolerada do irinotecano diminuiu com um número crescente de alelos UGT1A1 defeituosos, confirmando...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.