- Publicidade -
Home Notícias e Tendências Neurologia Estudo apresenta recomendações baseadas em evidências científicas para a prevenção da doença...

Estudo apresenta recomendações baseadas em evidências científicas para a prevenção da doença de Alzheimer

Revisão sistemática e meta-análise apresenta primeiro guidelines baseado em evidências para a prevenção da doença de Alzheimer

- Publicidade -

Resultados de uma revisão sistemática e meta-análise, publicado online em 20 de julho de 2020 no Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry, revelam 10 principais fatores de risco para a doença de Alzheimer (DA). As descobertas levaram à publicação do primeiro material baseado em evidências para a prevenção da doença.

O documento de orientação inclui 21 recomendações baseadas em grande parte em 10 fatores de risco de AD com classe 1, nível de evidência A.  Cerca de dois terços dessas sugestões visam fatores de risco vascular e estilo de vida, reforçando a importância de manter uma boa condição vascular e um estilo de vida saudável para prevenir a doença de Alzheimer.

Pesquisas recentes mostraram uma diminuição clara na prevalência e incidência de demência – melhorias que parecem estar vinculadas a investimentos anteriores no nível da população, como melhor educação pública e saúde vascular.

Os pesquisadores pesquisaram os bancos de dados PubMed, EMBASE e CENTRAL desde o início até março de 2019 para estudos prospectivos observacionais relevantes e ensaios clínicos randomizados. A busca inicial rendeu 33.145 registros para estudos prospectivos observacionais e 11.531 para ensaios clínicos randomizados. Após a aplicação dos critérios de exclusão, 243 estudos prospectivos observacionais e 153 ensaios clínicos randomizados concluídos foram incluídos na análise final. Destes, os pesquisadores incluíram 104 fatores de risco modificáveis ​​e 11 intervenções nas meta-análises.

Os resultados renderam 21 sugestões baseadas em evidências para a prevenção primária da DA. Esses fatores de risco tinham níveis variáveis ​​de evidência, com 11 no nível A e 10 no nível B. Eles também tinham vários níveis de força de sugestão, com 19 na classe I e dois na classe III.  Os 19 fatores com evidência de classe I incluíram 10 fatores com evidência de nível A: atividade cognitiva, hiperhomocisteinemia, aumento do IMC (índice de massa corpórea) na terceira idade, depressão, estresse, diabetes, trauma cranio-encefálico, hipertensão na meia-idade, hipotensão ortostática. Nove fatores de classe I demonstraram nível de evidência B. Isso incluía obesidade na meia-idade, perda de peso na idade avançada, exercícios físicos, fumo, sono, doenças cardiovasculares, fragilidade, fibrilação atrial e vitamina C. Os dois fatores que eram da classe III e, portanto, não foram recomendados foram terapia de reposição de estrogênio (nível A) e inibidores da acetilcolinesterase (nível B).

Seis fatores foram classificados como tendo evidência de baixa força (classe C). Estes incluíram o controle da pressão arterial diastólica, uso de AINE, atividade social, osteoporose, exposição a pesticidas e silício de água potável. Esses fatores, observam os pesquisadores, precisam de mais estudos.

O artigo apresenta um bom ponto de partida e oferece recomendações úteis à prática médica e à formulação de políticas públicas para a prevenção da DA.

Saiba mais:

Yu, J. T., Xu, W., Tan, C. C., Andrieu, S., Suckling, J., Evangelou, E. et al., Evidence-based prevention of Alzheimer’s disease: systematic review and meta-analysis of 243 observational prospective studies and 153 randomised controlled trials. 2020, Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry, online.

https://jnnp.bmj.com/content/early/2020/09/02/jnnp-2019-321913

- Publicidade -
- Publicidade -

Fique Conectado!

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Mais Lidas

Radioterapia moderadamente hipofracionada no câncer de mama inicial ou in situ é recomendada como novo padrão de terapia

O interesse na radioterapia hipofracionada tem se renovado com o passar dos anos O estudo DBCG HYPO (NCT00909818) foi projetado para avaliar e testar estatisticamente...
- Publicidade -

Pela primeira vez, a U.S. Preventive Services Task Force orienta o rastreamento para câncer colorretal aos 45 anos

O câncer colorretal é a terceira causa de morte por câncer nos Estados Unidos. Apesar das fortes evidências de que o rastreamento do câncer...

Incidência de câncer de próstata localizado nos Estados Unidos diminui, porém a de estágio avançado recrudesce, segundo relatório

Dados de incidência e sobrevida de câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo Morbidity and Mortality Weekly Report, do Centers for...

Biópsia líquida pode predizer desfechos com imunoterapia em 1ª linha, mas não em 2ª, no tratamento do melanoma metastático

Biópsia líquida e o ctDNA estão cada vez mais incorporados à clínica, auxiliado a entender diversos aspectos dos tratamentos contra diversas malignidades Embora contabilize apenas...

Notícias Relacionadas

Radioterapia moderadamente hipofracionada no câncer de mama inicial ou in situ é recomendada como novo padrão de terapia

O interesse na radioterapia hipofracionada tem se renovado com o passar dos anos O estudo DBCG HYPO (NCT00909818) foi projetado para avaliar e testar estatisticamente...

Pela primeira vez, a U.S. Preventive Services Task Force orienta o rastreamento para câncer colorretal aos 45 anos

O câncer colorretal é a terceira causa de morte por câncer nos Estados Unidos. Apesar das fortes evidências de que o rastreamento do câncer...

Incidência de câncer de próstata localizado nos Estados Unidos diminui, porém a de estágio avançado recrudesce, segundo relatório

Dados de incidência e sobrevida de câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo Morbidity and Mortality Weekly Report, do Centers for...

Biópsia líquida pode predizer desfechos com imunoterapia em 1ª linha, mas não em 2ª, no tratamento do melanoma metastático

Biópsia líquida e o ctDNA estão cada vez mais incorporados à clínica, auxiliado a entender diversos aspectos dos tratamentos contra diversas malignidades Embora contabilize apenas...

Adição de irinotecano neoadjuvante aumenta a taxa de resposta patológica em adenocarcinoma de reto localmente avançado

Vários estudos de escalonamento de dose descobriram que a máxima dose tolerada do irinotecano diminuiu com um número crescente de alelos UGT1A1 defeituosos, confirmando...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.